A maneira como nos conectamos mudou radicalmente com os aplicativos de mensagens, como o WhatsApp. Velocidade, facilidade, mobilidade, interatividade e redução de custos são alguns dos benefícios proporcionados por estes aplicativos. 

São mais de 120 milhões de usuários no Brasil (58% da população). 

O potencial de comunicação entre médico e paciente é enorme. 

Uma pesquisa realizada em 2015 pela consultoria britânica Cello Health Insight constatou que a grande maioria dos médicos brasileiros (87%) haviam utilizado o Whatsapp para se comunicar com os pacientes nos últimos trinta dias.  

Esse dado ganha um peso ainda maior se comparado com outros países como Estados Unidos (4%) e Reino Unido (2%). 

77% dos especialistas atuantes em centros renomados como Sírio-Libanês, Albert Einstein e Nove de Julho ouvidos pela Veja São Paulo disseram que utilizam o Whatsapp para manter contato com os pacientes. Entre eles estão o urologista Miguel Srougi, o oftalmologista Claudio Lottenberg, o cardiologista Nabil Ghorayeb, o cirurgião plástico Alexandre Senra e outros nomes reconhecidos. 

Leia 4 DICAS PARA SUA CLÍNICA SER AMADA

De acordo com o Conselho Federal de Medicina, o Whatsapp pode ser usado pelo médico para manter a comunicação com o paciente, outros médicos ou colegas do corpo clínico para assuntos pertinentes, zelando sempre pela privacidade do paciente.  

Assim como as redes sociais, o Whatsapp é vetado para a realização de consultas, prescrições e diagnósticos.  

Alguns médicos utilizam o Whatsapp para tirar dúvida dos pacientes, o que é válido. Muitos deles acreditam que assim evitam que o paciente se desloque desnecessariamente até o pronto-socorro por algo que pode ser facilmente esclarecido pelo celular. 

Outros médicos não gostam de mensagens de texto, preferem o bom e velho telefonema.  

Na mensagem por texto, dificilmente sabemos realmente como a pessoa está se sentindo, o que prejudica na maneira como a informação deve ser devolvida. Além disso existe a possibilidade de ocorrer falha na interpretação gerando um desconforto ainda maior. 

Apesar dos recursos que tentam passar sentimentos como os emojis, o olho no olho é algo muito valioso na conversa com o médico. 

Este perfil de médico gosta de falar e prefere sentir como o paciente está naquele momento, muitas vezes pela respiração. Isso muda completamente a maneira como uma dúvida é esclarecida, como a mensagem é transmitida para quem está do outro lado na ligação.  

 

Como tornar a relação médico paciente saudável através do WhatsApp? 

Selecionamos 7 dicas para ajudar o médico a utilizar de maneira eficiente o WhatsApp na comunicação com o paciente: 

1. Instale o WhatsApp Business 

Disponível para Android, o WhatsApp Business possui os mesmos recursos da versão comum como ligações gratuitas, envio de arquivos, fotos, videos, audios,  interação em grupos e a criação de um perfil comercial – com as informações sobre a sua clínica, endereço, especialidade, site entre outros.  

 

2. Estabeleça os limites 

Existem médicos que estão disponíveis 24/7 e outros que preferem atender em horários e dias específicos por conta da localidade e atividades paralelas. Independente do seu perfil de trabalho, defina os limites para utilização do aplicativo como horários, nível de urgência, e maneira de comunicação. Isso precisa ficar explicito para o paciente. 

Para assuntos urgentes, defina um outro telefone, o pessoal do médico. 

 

3. Crie listas de distribuição 

O Whatsapp é uma excelente ferramenta para manter os seus pacientes informados. Crie listas de distribuição por perfil de paciente e envie dicas de saúde para promover a qualidade de vida dos seus pacientes dentro da sua especialidade. 

 

4. Crie respostas prontas 

A versão business do aplicativo permite enviar respostas prontas que podem atender a maioria das dúvidas dos seus pacientes. Faça uma lista das principais dúvidas feitas pelos pacientes nos últimos meses e desenvolva as respostas para cada uma delas. Mensagens de ausência e de saudação também podem ser configuradas e automatizadas. 

 

5. Utilize as etiquetas 

No Whatsapp business você pode atribuir etiquetas (ou tags) a cada contato ou conversa. Isso ajuda (e muito) na hora de separar aqueles pacientes que precisam de mais atenção dos demais. Uma maneira de organizar as funções  

 

6. Web Whatsapp 

Dependendo do número de mensagens, o ideal é ter tudo na tela do seu computador. Através do seu navegador (Chrome, Firefox, Safari) você pode responder as mensagens que chegam no seu Whatsapp, enviar videos, audios, e diversos outros formatos de arquivos. 

 

7. Divulgue o seu número por um link 

Você pode disponibilizar o seu Whatsapp através de um link. A maneira mais fácil e rápida para que as pessoas adicionem e entrem em contato com a sua clínica pelo Whatsapp em apenas 1 clique. 

 

E você como têm utilizado o WhatsApp para manter a comunicação e relacionamento com os seus pacientes?