Em meio à era dos selfies, vlogs e Lives no Facebook os influenciadores digitais encontraram o espaço que antes era destinado apenas aos meios eletrônicos como tv e rádio.

A ação com os influenciadores digitais segue o mesmo objetivo das ações realizadas nos programas de tv com apresentadores (merchand ou testemunhal) – awareness ou conhecimento atrelado à uma personalidade. Queremos que o público se identifique com o produto, que desperte o interesse, procure nas lojas e que aumente as vendas em meio à tantas opções oferecidas no mercado.

Já trabalhei em muitas ações de merchand na tv para meus clientes. A escolha por esse tipo de ação era para “emprestar” a imagem e qualidades do apresentador/atriz ao produto ou serviço e assim encurtar o processo de identificação pelo público-alvo e gerar ações específicas como compra.

 

Mas qual é a diferença?

A principal diferença que vejo nas ações com os influenciadores digitais é o alcance.

Hoje qual o programa de televisão que alcança milhões de telespectadores? Principalmente a garotada que cresceu conectada não passa mais tempo diante da tv, o seu entretenimento, os seus amigos, as suas interações estão todas registradas na internet.

Os influenciadores digitais conseguem alavancar milhões de visualizações em seus canais no Youtube e contas do Instagram com apenas 1 vídeo/post, em poucas horas. Os números são realmente enormes, o que atrai os anunciantes na sede de aparecer para o maior número de pessoas possível e impossível.

Whinderson Nunes possui mais de 17 milhões de assinantes no Youtube
Seus vídeos já foram visualizados mais de 1 bilhão de vezes.
No Instagram ele acumula mais de 9 milhões de seguidores

Kefera têm mais de 10 milhões de inscritos em seu canal 5incominutos no Youtube
No Instagram acumula mais de 10 milhões de seguidores

Christian Figueiredo conta com mais de 8 milhões de inscritos em seu canal Eu Fico Loko no Youtube e mais de 4,9 milhões de seguidores no Instagram

 

Muitos usuários da internet (principalmente jovens e idosos) utilizam a internet apenas e exclusivamente pelo celular. O aumento da banda larga móvel possibilitou que milhões de brasileiros entrassem nas redes sociais e descobrissem novos horizontes na palma da mão. Uma poderosa ferramenta de entretenimento e comunicação que pode ser levada para qualquer canto.

Por conta deste novo comportamento, as pessoas passaram a assistir menos tv e a voltar os seus olhares para o YouTube e Facebook.

De acordo com uma pesquisa os brasileiros gastam em média 2 horas e 42 minutos diariamente na tv contra 5 horas e 14 minutos na internet. Se considerarmos as redes sociais, o brasileiro passa 3 horas e 18 minutos em contato com Facebook / Instagram / WhatsApp diariamente.

Os brasileiros gastam em média 2 horas e 42 minutos diariamente na tv contra 5 horas e 14 minutos na internet.

Para correr atrás do prejuízo, as próprias emissoras buscaram disponibilizar seus programas em canais no YouTube para acompanhar esse novo comportamento. Hoje elas têm os seus próprios aplicativos e disponibilizam o conteúdo em telas menores como smartphones e tablets pois entenderam que o consumidor quer assistir o que quiser, no momento que quiser e através do dispositivo que for mais conveniente como smartphones, tablets, desktops ou outros devices como vídeo-game.

Além das visualizações, outro fator que torna os influenciadores digitais parte estratégica de muitas ações de marketing é o engajamento que conseguem entregar.

Em tempos onde a comunicação é multilateral, as pessoas reagem muito rápido às ações na internet. Um vídeo pode gerar muitos comentários, likes e dislikes, compartilhamentos, emojis e por aí vai. A reação de uma campanha pode ser acompanhada em tempo real, o que ajuda na tomada de decisão.

 

Por que os influenciadores digitais atraem tanta gente?

O grande trunfo dos influenciadores é a noção de proximidade que eles oferecem. O Whinderson Nunes pode responder ao seu comentário, ficar bravo ou alegre com aquilo que você colocou, pode citar o seu nome ou a sua história em um dos vídeos, ao contrário de uma Cléo Pires que nem imagina que você talvez exista enquanto sua novela depende dos resultados do IBOPE para continuar na tv.

As montagens simples, no quarto de casa ou no hotel também reforçam essa noção de proximidade. É nesse espaço onde somos o que somos. Me lembro que durante a minha adolescência na companhia dos meus amigos passávamos horas no quarto discutindo sobre a vida, a escola, os acontecimentos, os desencontros, jogando vídeo-game e fazendo piadinhas, é lá onde somos imbecis e fazemos os nossos amigos rirem.

A linguagem utilizada também atrai pessoas. Mesmo os erros de português, de conjugação verbal dos influenciadores não atrapalha na comunicação com seus visitantes. Isso faz parte da personalidade deles e não é escondida, o que torna a ação ainda mais real.

A simplicidade e autenticidade é a grande marca dos influenciadores digitais. As pessoas gostam disso, se sentem atraídas e compartilham porque se veem naquela situação.

 

Micro influenciadores digitais

Os aspirantes a influenciadores são considerados micro influenciadores. Eles não possuem o mesmo número de seguidores mas conseguem ser ouvidos por muita gente. Eles geralmente estão começando na carreira de youtubers ou blogueiros e seguem os mesmos passos daqueles que iniciaram as transmissões online antes.

Existem micro influenciadores que atuam em nichos específicos como moda, games, empreendedorismo, negócios, ciências, culinária, educação, comportamento, relacionamentos entre outros.

Algumas grandes marcas têm buscado diversificar suas ações com micro influenciadores para ativações específicas como unboxing de produtos, testes ou até participação deles em locais ou eventos específicos. É a maneira de apresentar o produto em diferentes contextos e falar com o público fiel àquele micro influenciador digital.

Influenciadores digitais mirins

O celular na mão dos pais e das próprias crianças geram conteúdo dos mais diversos. Eles estão inseridos em assuntos que vão desde culinária, moda, escola, entretenimento à viagem. São assediados por marcas que querem falar com as crianças ou com os pais.

Existem aqueles que defendem que a exposição da criança deve ser preservada, e eu compartilho dessa opinião. Afinal de contas, tudo o que você coloca na internet um dia poderá ser utilizado de maneira diferente, por pessoas diferentes e com objetivos diferentes, por isso muito cuidado com isso.

Alguns especialistas apontam como a imersão da criança em um ambiente adulto, com tantas responsabilidades pode afetar o desenvolvimento da criança.

 

A ação com influenciadores digitais pode gerar grandes resultados para a sua empresa.

Quando planejadas e trabalhadas de maneira adequada são uma ótima alternativa para gerar buzz e engajamento.

Abaixo um pequeno resumo do que considero os pontos fortes e fracos das ações com influenciadores digitais:

Pontos Fortes

  • Alcance
  • Personalidade
  • Criatividade
  • Engajamento

Pontos Fracos

  • Comportamento inadequado – qualquer deslize pode afetar a sua marca
  • Falta de métricas precisas para calcular o ROI
  • Valores que estão inflacionados e continuam crescendo

 

E você, já fez ou pretende realizar alguma ação com influenciadores digitais?

Conte um pouco como foi a sua experiência nos comentários abaixo.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.